O que é Coaching Executivo?

Coaching Executivo – Uma visão da vivência organizacional

Há muita confusão sobre o que é Coaching Executivo e o que não é. Muitas empresas de consultoria têm simplesmente alterado seus materiais de marketing e mudado a palavra “consultoria” para “coaching”.

Muitos no mundo dos negócios, em resumo, percebem e entendem Coaching como uma nova palavra que define consultoria.

Nada mais do que este entendimento estaria tão longe da verdade do que, de fato, é Coaching! Aqui estão alguns fatos que distinguem os dois processos:

Coaching Executivo não é aconselhamento ou consultoria. Não se trata de mentoring, de “ajudar” os outros, fornecendo soluções para os problemas.

Coaching Executivo proporciona que as pessoas possam se tornar mais fortes e produtivas do que elas são atualmente. E isso faz com que os executivos se tornem pessoas mais valiosas para a organização, maximizando seu desempenho de forma substancial.

Enquanto para alguns coaching é tudo igual, digo que pode parecer igual quando percebido de forma externa, de fora para dentro, já para quem passa pelo processo fica muito nítido a forma de distinguir o Coaching Executivo do Coaching de Vida. O primeiro se diferencia por diversos fatores. Entre eles, podemos observar três:

  • Trabalhamos com a meta da organização;
  • Trabalhamos com competências que foram apontadas para desenvolvimento;
  • Trabalhamos com os dois ao mesmo tempo.

Já o Coaching de Vida está diretamente ligado ao aperfeiçoamento pessoal e isso gera a confusão com o Coaching Executivo, mas devemos considerar que o foco principal em Coaching Executivo é o aumento da produtividade na organização. Afinal, é para isso que normalmente as empresas contratam o processo.

Coaching Executivo pode proporcionar impacto a curto, médio e longo prazo e isso pode se tornar dramático para as empresas. Mas a realidade é que ele vai levar de 6 a 12 meses de Coaching de qualidade para construir de forma sustentável alterações comportamentais. Aqueles que lhe dizem que isso pode ser feito mais rápido ainda não estão bem informados ou não tiveram vivência em Coaching Executivo o suficiente para entender que, ao fazermos Coaching Executivo, também estamos “fazendo” coaching em paralelo com a cultura organizacional em sua totalidade.

CONTRATE AQUI

Coaching Executivo é um planejamento individual “complexo”, que trata diversos aspectos, como:

  • Definição de metas
  • Realização
  • Visão (própria e da organização)
  • Missão (própria e da organização)
  • Descoberta pessoal
  • Realização do pleno potencial

 

Quando falamos dos pontos 2 e 3, é aí que, enquanto coaches, devemos nos ater. Afinal, neste aspecto vamos lidar com a visão e a missão tanto da organização quanto do coachee (cliente). Essas razões tornam o Coaching Executivo mais complexo e, por consequência, mais rentável que outras modalidades de coaching.

O que o Coaching Executivo pode oferecer?

Para sermos objetivos, Coaching Executivo trata de resultados comerciais tangíveis. Em sumo, esta é a definição pura e simples. O Coaching Executivo pode oferecer:

  • Ampliar o volume de negócios
  • Aumentar a produtividade pessoal
  • Aumentar a satisfação no trabalho
  • Ajudar a atrair e reter talentos
  • Reduzir o stress relacionado com o trabalho
  • Aumentar o valor da organização
  • Ajudar a transformar gerentes em líderes

 

É comum nas empresas pensar que não se pode medir o impacto do processo de Coaching Executivo com base nas iniciativas relacionadas aos aspectos comportamentais, com o Coaching Executivo. Uma empresa pode acompanhar qualquer iniciativa relacionada a aspectos comportamentais e isso justifica o fato de investir em Coaching Executivo. Uma empresa pode realizar uma avaliação pré coaching executivo e uma avaliação pós coaching executivo, a fim de mensurar o (ROI) retorno sobre o investimento. Esta avaliação pode ser feita inclusive com ferramentas de assessment, mas devemos observar que não podemos usá-las com avaliação de perfil comportamental. Estas ferramentas devem avaliar competências. Um dos assessment mais usados neste caso é a avaliação 360 graus, realizada antes e depois dos programas de coaching executivo. E, após esta avaliação, verificar qual o impacto que o desenvolvimento destas competências gerou no resultado da organização.

Transformando gerentes em líderes

Esta ainda é uma realidade nas organizações. A maioria dos gerentes possui uma enorme capacidade técnica no que fazem. Eles normalmente têm deficiências quando falamos de aspectos comportamentais, quero dizer: entendem pouco ou quase nada de gente. E quando falamos nestes aspectos é que uma grande distinção deve ser feita.

Há uma enorme diferença entre líderes e gestores. E esta diferença é que os líderes têm um ótimo domínio comportamental, uma habilidade fundamental para aqueles que necessariamente precisam inspirar as pessoas a trabalhar e até mesmo a desenvolver todo o seu potencial.

Já os gerentes possuem, geralmente, sólidas habilidades técnicas, mas não inspiram outros a trabalhar em direção a um objetivo coletivo. Um sintoma típico de um gerente é quando, muitas vezes na necessidade das urgências, passa a entender que suas ações serão “missões com consequências”. Esta é uma abordagem que vai contra o trabalho dos líderes que inspiram a auto motivação para o bem comum de uma organização ou grupo.

Um Coach Executivo pode ajudar em um projeto de organização e implementação de um programa que irá inspirar os gestores para se tornarem líderes, o chamado “Leader Coach”.

 

CONTRATE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *